Será que a vida é difícil? Um dia no Porto conheci uma psicóloga especialista em Psicodança que me disse que as células do nosso corpo guardam memórias ao longo de muitas e muitas vidas e que, por isso, é que não só necessitamos cuidados mentais, emocionais e espirituais, como também físicos.

Precisas de cuidar do corpo, de te permitires receber uma massagem, de dançares como louca. De expandires, gritares e expressares-te livremente.

Embalo-me na música, nas ondas do mar, no sussurro do vento… Às vezes, a vida parece uma luta ou uma fuga.

Jogamos um jogo árduo, passamos a vida toda a fugir das nossas próprias feridas como se um simples toque no sítio certo pudesse fazer desabar toda uma estrutura tão bem montada durante toda a vida.

Quem sou eu? O que é a identidade e a personalidade? O que quer a minha alma? Porque é que o que a minha alma quer é, às vezes, tão duro para a personalidade? E afinal quem sou eu?

Cuidar de Nós

APROFUNDAR PARA EXPANDIR

Há um livro lindo, um livro que começa de uma forma realista a que eu chamo o “Aprofundar para Expandir”. O livro começa assim:

A vida é difícil. Esta é uma grande verdade, uma das maiores verdades.* É uma grande verdade porque, uma vez que vejamos realmente esta verdade, transcendemo-la. Quando sabemos verdadeiramente que a vida é difícil – quando o compreendemos e aceitamos verdadeiramente -, a vida deixa de ser difícil. Porque assim que é aceite, o facto de a vida ser difícil deixa de ter importância. A maior parte das pessoas não vê inteiramente esta verdade de que a vida é difícil. em vez disso, lamenta-se mais ou menos incessantemente, ruidosa ou subtilmente, da enormidade dos seus problemas, encargos e dificuldades, como se a vida fosse fácil de um modo geral, como se a vida devesse ser fácil. (…)”

Peck,M. Scott, “O Caminho Menos Percorrido” 

* A primeira das “Quatro Verdades Nobres” dos ensinamentos de Buda diz que “Viver é Sofrer”.

E o livro continua, repleto de pérolas de sabedoria, escrito por um psiquiatra que mudou a minha vida!

A dor existirá sempre, faz parte da vida. O segredo está relacionado com as estratégias de coping com que nos equipamos ao longo da vida. Como lidar melhor com aquilo que nos acontece? Aí está a grande questão! Existem muitas formas.

Cada pessoa ressoa com a sua forma específica de dar a volta por cima, de crescer, aprender, continuar a evoluir e a ser cada vez mais feliz! 

Transformar a forma como vês a vida

A VIDA É DIFÍCIL? E DEPOIS?

A vida tornar-se-á mais fácil ao longo do caminho? Não sei, não sei. O que posso garantir é que, cada vez, me sinto mais viva, mais autêntica, mais real mas também mais vulnerável, mais sensível e mais grata.

Sinto-me a ajustar-me a esta avalanche emocional, ao que descubro de mim e em mim.

E, ainda que no início seja algo completamente novo, transbordante e algo inquietante, após todo o drama e horror, a verdade é que agora me sinto… MAIS EU.

Deixo-me embalar pela vida, pela música, pelo aqui e o agora, pela paz do momento presente…

O caminho da vida

JÁ OUVISTE FALAR DO MEU PRÓXIMO EVENTO?

Os meus votos para ti são os mesmos de sempre: paz, amor, abundância, plenitude e realização e que digas que sim aos teus sonhos.

Se sentes que eu sou uma inspiração e que posso ajudar-te, inscreve-te no meu evento ao vivo que decorrerá já em janeiro de 2018 e que contará com workshops, apoio, treino e coaching.

Descobre tudo sobre o evento aqui: